E-mail: circulopsi.ba@veloxmail.com.br

Histórico dos Núcleos de Estudos

Ver também:
- Núcleo de Filosofia
- Núcleo de Leitura dos Seminários de Lacan

Núcleo de Cinema

O Núcleo de Cinema foi criado em janeiro de 2002, por iniciativa de José Antônio Araújo e Ana Lucia Fernandes, na época alunos dos cursos regulares do CPB, sob a orientação de Miriam Gorender e apoio do então Presidente, Carlos Pinto Correa.

Inicialmente previsto para a duração de um ano, seu objetivo foi, desde o começo, oferecer um espaço onde Cinema e Psicanálise pudessem contribuir mutuamente. Com o sucesso, o núcleo continuou existindo sob a coordenação de Miriam e Ana Lucia, sócias efetivas do CPB.

A proposta foi e continua sendo a de manter sessões mensais nas quais se apresenta um filme e um debatedor convidado pelo Núcleo. Após a projeção, segue-se uma discussão precedida de uma fala do convidado, com o intuito de provocar o público a participar, sendo a palavra aberta a todos.

O público alvo que de inicio eram alunos e convidados do Circulo, veio se diversificando, ampliando para aqueles que de modo geral apresentaram interesse em cinema e/ou psicanálise, filosofia, psicologia, medicina, clubes de cinema e afins, o que permite articular ampla variedade de campos e interesses.

A partir de 2003, o projeto foi ampliado, pois já contávamos com um público cativo e fiel. Foi criada a 1ª Semana de Cinema e Psicanálise onde, durante seis dias, foram apresentados filmes relacionados a Shakespeare, com o total de 705 espectadores. Como atividade preparatória para esta Semana, foram realizadas na sede do Círculo, Oficinas de Leitura de Shakespeare, também abertas ao público, nas quais as obras que deram origem aos filmes foram discutidas com a presença dos debatedores escolhidos. Durante a Semana, havia a apresentação de cada filme em sessões contínuas e após a última sessão era iniciado o debate. Este mecanismo permitiu divulgar, através dos filmes, a cultura shakespeariana relacionada com a psicanálise. Em 2004, foram mantidas as apresentações mensais com debatedores psicanalistas.

Em 2005, continuavam as apresentações regulares mensais e em agosto foi realizada a 2ª Semana de Cinema e Psicanálise com o tema “O Homem e seus Mitos: Uma Visão Psicanalítica”. Também neste ano aconteceu o Curso de Análise Cinematográfica: “A Construção do Olhar” ministrado pela jornalista, pesquisadora e professora, Vanessa Brasil Campos Rodriguez, com bons resultados.

Em 2006 adotou-se um formato diferente quando contamos com a participação da Associação Psiquiátrica da Bahia. As discussões passaram a ter dois debatedores: um do campo da psicanálise e outro da psiquiatra. As sessões passaram a ser no DIMAS-Diretoria de Artes Visuais e Multimeios/FUNCEB, na Sala Alexandre Robatto, nos Barris.

Em 2007, a convite do Colégio Sartre COC, as exibições passaram a ser no auditório deste colégio.

Em 2008, voltamos para a FUNCEB/DIMAS até 2013.

O Núcleo de Cinema do CPB esteve inativo desde então.

Voltamos agora, em 2017, com o propósito de retomarmos esta atividade, pois admitimos as inúmeras e profícuas relações da Sétima Arte com o saber psicanalítico; seja em questões práticas da produção de filmes em relação com alguns conceitos da Psicanálise, seja na leitura psicanalítica de narrativas fílmicas. Como diz Christian Dunker e Ana Lucilia Rodrigues, “a linguagem do cinema, lembrando sua contemporaneidade histórica com o nascimento da psicanálise, apresenta características específicas que permitem pensar criticamente tanto os conceitos da psicanálise como sua prática”.

Para alimentar as discussões desta relação Cinema e Psicanálise, estão sendo constituídas biblioteca e videoteca pertinentes ao assunto. Este material é acessível a alunos e membros.

Salvador, Bahia, 01 de abril de 2017

Veja aqui a programação do Núcleo de Cinema, para o segundo semestre de 2017
Veja aqui a programação do Núcleo de Cinema, desde 2002/2014