E-mail: circulopsi.ba@veloxmail.com.br

Outros Cursos




Apresentação

Embora não haja caminhos preestabelecidos para entrar na obra de Jaques Lacan, nem para garantir uma certa compreensão, há certos seminários que funcionam como verdadeiros nós. Estes, oferecem certas referências para a realização de uma leitura que contempla as entradas e saídas, antecipações e retroações, assim como cortes.

O seminário 6, "O desejo e sua interpretação", é um desses nós. Nele, encontramos uma detalhada, exaustiva, e riquíssima releitura de vários textos freudianos, assim como uma nova articulação e elaboração dos conceitos abordados nos anteriores seminários (articulação simbólico-imaginário-real, sujeito do inconsciente e eu, a relação de objeto, e as formações do inconsciente). A leitura deste seminário, oferece a possibilidade de conhecer estes conceitos, lembrá-los, captá-los, retroativamente, sob uma nova perspectiva que antecipa posteriores elaborações (angústia e fantasia), assim como resgata uma dimensão essencial da clínica psicanalítica: o desejo e a interpretação.

A proposta que apresentaremos neste espaço não se restringe a trabalhar apenas os conceitos e noções presentes nos diversos capítulos do seminário (sonho, desejo, falta, pulsão, significante, castração, grafo do desejo, enunciação e enunciado, angústia, fantasia neurótica e perversa, fantasia fundamental, objeto imaginário e real, objeto a, interpretação, corte, princípio do prazer e princípio de realidade, etc.), nem a destacar as novas articulações dos conceitos já elaborados anteriormente; tudo isso se fará, mas sob um objetivo central, que é salientar um fio, uma linha lógica, uma articulação precisa: desejo – angústia – fantasia. Esta articulação, nos permitirá refletir sobre a nossa experiência clínica, sobre o sintoma e a posição do analista. No seminário 6 encontraremos o início deste fio, desta lógica, que continuará se articulando, particularmente, no seminário 10 (A angústia), e no seminário 14 (A lógica da fantasia), que pretendemos trabalhar consecutivamente.